quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Insólitos turísticos


Por Antónia Farinha
[Técnica de Turismo - Loulé]

Há cerca de oito anos, ainda o Posto de Turismo de Loulé funcionava no interior do Castelo, onde actualmente está localizado o Museu Municipal, chegou ao local um casal americano com três filhos tendo a mais nova cerca de três ou quatro anos e sendo transportada numa cadeirinha de bebé empurrada pela mãe. O senhor dirigiu-se a mim solicitando informações sobre a cidade.

Até aqui tudo normal …

Ora bem, estava eu concentrada prestando informações sobre a cidade, quando começo a sentir um cheiro menos agradável, que se foi acentuando e que provocou a saída repentina dos outros dois filhos do casal e de outros turistas que esperavam a sua vez de ser atendidos.

“Será que alguém se descuidou?”, pensei.
E para meu espanto, vejo que no meio da sala se encontrava a criancinha mais nova, sentada a fazer as suas necessidades… A nossa pequena turista resolveu transformar o P.T. em W.C.
E se o cheiro já era insuportável, imaginem depois da menina se ter levantado… quando se pôs em posição da mãe lhe fazer a higiene, tal e qual como quando a “Alemanha perdeu a guerra”- na expressão dos antigos. Em seguida, a mãe deu um nó no saco de plástico transparente que continha o “presente” e a toalhita Dodot, enrolou-o no braço do carrinho com outro nó, desmontou o suporte do penico e saiu dali como se nada se tivesse passado….

Entretanto, o pai, que eu acabara de atender, agradeceu-me e abandonou o Posto de Turismo com votos de um bom dia de trabalho.

E eu ali fiquei, sozinha, incrédula, inerte, sem palavras, respirando aquele ar e pensando na descontracção necessária para ter semelhante atitude.

É caso para dizer: “E esta hein?”

Muralhas do Castelo de Loulé

Sem comentários:

Enviar um comentário