segunda-feira, 14 de março de 2011

Carapaus alimados

A Margarida Tomás, que cozinha divinamente e que, para além disso, tem sempre alguma estória para contar, associa-se hoje aos Sabores do Algarve com uma receita típica da nossa região.


Nunca achei qualquer graça à sua preparação e admito que até sentia uma certa aversão ao cenário do peixe cravado em sal grosso, mirrando aos poucos naquela salmoura que se prolongava até ao dia seguinte.
O facto é que cedo me habituei a observar a minha mãe a prepará-los: dispunha-os num alguidar perfurado, em camadas intercaladas, o sal grosso e os carapaus. Na manhã seguinte, escorria-os da salmoura e passava-os por água, enquanto um tacho de água fervilhava ao lume. E lá os mergulhava por alguns minutos. E eu observava, enfastiada com o odor da salmoura já escorrida na pia, seguindo atentamente todos os passos, até ao empratamento daquele petisco que tanto apreciava.
Curiosa aprendiz de cozinha como sempre fui, enchi-me de coragem um dia e pedi-lhe que me ensinasse a alimar os carapaus. Na primeira oportunidade, coloquei os conhecimentos em prática sem me aperceber que o pior viria na fase em que se tira a pele ao peixe. “A trabalheira que isto dá…”, pensei na altura. Teria 12 ou 13 anos e não mais me ofereci para fazer peixe alimado.

Mas, como diz o ditado, “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”, e hoje é petisco assíduo em minha casa. Acompanhado por umas batatinhas cozidas e temperadas com azeite e orégãos. E feito por mim, claro.


INGREDIENTES
1 kg de carapaus frescos de tamanho médio
Sal marinho tradicional q.b.
Água
Azeite e vinagre q.b.
1 cabeça de alhos

PREPARAÇÃO
Amanhe os carapaus retirando-lhes as vísceras e, se preferir, a cabeça (pode pedir para o fazerem na praça ou na peixaria). Lave-os bem e disponha-os, num alguidar perfurado, em camadas alternadas com bastante sal marinho (a última camada deve ser de sal). Deixe em salmoura de um dia para o outro.
Passe-os depois por água para remover o sal. Leve um tacho com água ao lume até ferver. Mergulhe os carapaus na água fervente e deixe cozer por cerca de 4 minutos. Um truque para verificar se estão cozidos é puxar o rabo de um dos carapaus; se este se soltar de imediato estão cozidos. Retire-os do lume e mergulhe-os em água fria. Com os dedos vá friccionando a pele até a remover por completo. A este processo dá-se o nome de alimar.
Disponha-os numa travessa e tempere generosamente com azeite e vinagre. Descasque os alhos, corte-os em lâminas e deite sobre os carapaus. Sirva-os acompanhados por batatas novas cozidas e/ou uma salada de tomate.

Notas:

- Se necessário, depois de alimados, podem ser mergulhados em água fria para dessalgar mais um pouco;
- Se não apreciar o sabor do vinagre pode rejeitá-lo.

Por Margarida Tomás

3 comentários:

  1. Parabéns Margarida, realmente esta é uma verdadeira receita Algarvia, e além de ser muito boa, tem um óptimo aspecto.PARABÉNS.

    ResponderEliminar
  2. Parabéns à Margarida pela receita colocada aqui. Eu acabei de fazer isso mas em vídeo através do meu blog, para ver se a malta começa a fazer este pitéu tão bom.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  3. rui santos16/10/11, 15:54

    Até que enfim que vejo uma receita de carapaus alimados como deve de ser, com carapaus frescos e não com ... carapaus de lata ! Foi preciso ter lata (a pessoa dos carapaus de lata) ter deixado essa receita na net!!

    ResponderEliminar