segunda-feira, 2 de maio de 2011

Favas fritas

As receitas também se contam e a que a Ilídia Sério nos traz hoje vem associada a histórias de um Algarve de outros tempos.



Esta receita foi-me dada por uma mulher maravilhosa, com uma vida cheia de dificuldades, que vive na Praia de Faro, mas que veio de um monte da serra algarvia.
A D. Miraldina Francisca Libório contou-me que quando se casou, transportou o seu enxoval na camioneta da carreira, desde o monte até Faro, tendo mudado duas vezes de camioneta. Desse enxoval faziam parte uma máquina de costura, uma arca de madeira cheia de roupa, uma mesa e seis cadeiras, entre outras coisas. Não consigo imaginar como é transportar tudo isto na camioneta da carreira e fazer dois transbordos até ao destino. Isto aconteceu no Algarve há cerca de 40 anos!
A D. Miraldina tinha uma amiga que prometeu fazer-lhe favas fritas quando ela a fosse visitar e cumpriu. Pode parecer uma receita um pouco estranha, mas eu experimentei e gostei.


Tiram-se as ripas de lado das favas, lavam-se e cortam-se às rodelas (como se corta o feijão verde para a sopa) com mais ou menos um dedo de grossura. Enxugam-se muito bem as favas.
Fritam-se em azeite, fatias de toucinho da papada e chouriço às rodelas. Depois de fritos retiram-se da gordura na qual se põem então a fritar as favas. Quando já estão fritas, volta-se a juntar as carnes. Tempera-se a gosto com sal e pimenta.
Mexem-se ovos e juntam-se também às favas.







Por Ilídia Sério

1 comentário:

  1. Receita curiosa...poderia chamar-se também "Migas de favas"....

    ResponderEliminar