sexta-feira, 29 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Maria José Rosado declama...

Sagres, vila histórica
como tu não há igual
podes ser muito ventosa
mas das mais lindas de Portugal

O infante D. Henrique
passou por aqui um dia
deixou cá a sua marca
o que nos traz grande alegria

Tem praias de água límpida
areia fina e boa qualidade
É o sítio ideal para férias
seja qual for a sua idade

Na pontinha do Algarve
onde acaba a terra e começa o mar
temos paisagens deslumbrantes
do que está à espera para nos visitar?

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Ilídia Sério descreve...


"País Estranho"



manhãs mais claras de peixes

voadores

sei lá que povo

sei lá que país

palmeiras de vidas de agulhas espelhadas

água de morte

bruxa feiticeira

esse mar fêmea

sei lá que latitude

para quê fugir?

antes sonhar as noites quentes

de povos ardentes

de um país estranho de estranha paisagem

dentro de um país tão longe

sei lá que distância

corpos indolentes que arrastam beleza

no seu não fazer

junto do mar perto do horizonte

sei lá que sonhos perdidos



só o amor

nos olhos

na cor

nas bocas

nas vidas

sei lá que sabor

quarta-feira, 27 de julho de 2011

terça-feira, 26 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

O Artur Baptista revela...


O que é que o Algarve tem?

Amor, paixão de uma criança.

O Algarve recebe e apaixona quem por lá passa.
No ano seguinte pensamos em voltar,
pois adoramos o descanso recordar.

Tem gente simples e humilde
que nos faz uma terra adorar.

O céu azul de sonhar,
um mar imenso para partilhar.
O sorriso de quem passa,
uma lágrima de quem traz a saudade
dos amigos que quer reencontrar.

O que é que o Algarve tem?

Será magia?
Será paixão?
Isso não sei…
Mas é algo contagiante, de certeza!





segunda-feira, 25 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

O Vítor Barros sente...

O que é que o Algarve tem?

O Algarve tem alma e tem magia....

O Algarve tem o acordeão, o corridinho, o mel algarvio, o medronho da serra e a melhor cortiça do mundo....

Tem magia e alma quando:

Quando uma mão experiente dedilha um acordeão...
Quando um par entrelaçado volteia num corridinho...
Quando a urze e o rosmaninho se transformam no doce mel algarvio...
Quando mãos calejadas e rostos crestados do sol desnudam sobreiros e recolhem a melhor cortiça do mundo...
Quando na serra algarvia os alambiques transformam o medronho naquela aguardente sem igual...

E quando a minha mãe transforma as espigas douradas no pão que estão a
ver, isso é magia... é a Alma Algarvia!






E os prémios vão para

Contas feitas às votações da equipa editora deste espaço, aqui ficam os resultados:

1º Prémio

Vai para Maria Oliveira que ganha uma estadia de uma noite, para duas pessoas, com pequeno almoço no Martinhal Beach Resort & Hotel, em Sagres.



2º Prémio

Vai para Patricia Marina que ganha entradas para duas pessoas, no FIESA - Festival Internacional de Escultura em Areia, em Pêra.



3º Prémio

Vai para João Faria que ganha uma Pasta para Computador do Turismo do Algarve.


Todos os premiados irão também receber convites para visitar a exposição "Dez Esculturas Monumentais Britânicas" patente no Cerro da Vila, em Vilamoura.


Parabéns!

sexta-feira, 22 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Astrid Sandmann deseja...



A minha contribuição para a vossa iniciativa “O que é que o Algarve tem?” é um pequeno poema com um desejo e uma foto.

“Existem riquezas que se não forem partilhadas fazem-nos morrer…”, como dizia Michael Ende.

Por isso, desejo que a natureza do Algarve continue maravilhosa por muito tempo, para que muitas outras pessoas possam desfrutá-la.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Dora Faria conta...


O que é que o Algarve tem?

Tem Histórias do Algarve, da Dora.

Sou do Funchal, ilha da Madeira. Emigrei para o Reino Unido quando casei com o melhor marido do mundo há 44 anos.
Depois de lá estar 35 anos, vim reformar-me para o Algarve, pois a praia e o sol são e sempre foram a minha paixão e, no Algarve, temos disso com abundância.

Aos domingos, a Junta de Freguesia de Quarteira disponibiliza um autocarro que nos leva por todo Algarve para marchas – passeios de 5 ou 10 km, sem quaisquer custos e ainda nos oferecem águas e fruta ao longo do percurso.

Pertenço ao Banco do Tempo em que trocamos serviços.

Sou sócia do Lions Clube de Vilamoura.

Faço voluntariado no Hospital de Faro, no Banco Alimentar, no Centro de Alzheimer e no Lar do Sr. Padre.
Fiz uma entrega de 5 bicicletas nas escolas locais para comemorar o Dia Mundial da Criança a 1 de Junho.

O que é que o Algarve tem?
Tem muito para dar e muito para receber…
…lindíssimas praias, campos de golfe, muita animação todo o ano, festas e romarias…

Quando cheguei ao Algarve no ano 2000 a minha filha perguntava-me: “mãe estás mesmo a gostar do Algarve depois de tantos anos cá?”
Eu dizia sempre: “filha, se há Paraíso a mãe já lá está…”

quarta-feira, 20 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

O João Faria enumera...


O que é que o Algarve tem?

Tem um conjunto de infra-estruturas que de ano para ano têm vindo a crescer e que o tornam no primeiro destino turístico de Portugal e um dos melhores da Europa.
Tem mais de 200 km de costa e praias, das quais setenta e quatro com bandeira azul, com águas temperadas e areia finíssima e dourada pelo seu sol quente, com dunas e falésias que o Atlântico banha.
Tem paisagens de muito contraste, com figueiras, alfarrobeiras e laranjais a perder de vista.
Tem as características chaminés algarvias, postais promocionais em todo o mundo.
Tem as suas vilas rurais de casario branco, onde ainda se podem encontrar as antigas noras e as “charretes”, meio principal de deslocação em tempos passados e onde no final do Verão é habitual ver esteiras com figos a secar.
Tem as amendoeiras que em Janeiro florescem, quase parecendo um manto de neve, com suas lendas mouriscas.
Tem no Verão uma agitação nocturna notável, sobretudo nas principais cidades do litoral.
Tem moços e moças airosas que rodopiam com alegria nos bailes mandados e nos marafados corridinhos.
Tem os aromas e sabores da tradicional cozinha algarvia, como o belo gosto das sardinhas assadas com sua salada, mais afamadas no cais de Portimão, o belo xarém com conquilhas mais tradicional nas tascas de Olhão, as belas caldeiradas de peixe acabado de pescar, as famosas cataplanas de várias especialidades, bem como as açordas.
Tem na doçaria várias pérolas de doce de amêndoa, como os morgados, os figos recheados, os D.Rodrigo.
Tem o grande contraste entre o mar e a serra.
Tem uma das grandes atracções que são os campos de golfe, reconhecidos de grande categoria a nível mundial.
Tem o Autódromo de Portimão para grandes festivais desportivos.
Tem um dialecto muito próprio que se define nos sons, gramática e palavras como marafado, almariado, magano, griseus, alcagoitas, etc.

O Algarve tem isto e muito mais e, nas suas gentes, tem ferrenhos algarvios que muito o têm dignificado.

terça-feira, 19 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?


A Patrícia Marina sonha...

"O Algarve tem praias mágicas com lindos castelos de areia dourada habitados pelos sonhos de meninos gigantes em imaginação..."


segunda-feira, 18 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Maria Oliveira descodifica...




Eu gosto do meu Algarve porque tem:

A de amendoeiras, de areia, de água e de azul;

L de levante, de luz e liberdade, de lagartixas e lagosta;

G de gaivotas e de garças, de grelhados e gaspacho;

A de abanicos, albricoques e abrunhos…

R de restaurantes, robalos e de raias, de Ria e de redes, de ranchos, raparigas e rapazes;

V de vassourinhas e vasculhos, de velhaco e vadiação, ou de vida e vagares;

E de eventos e elites, de elegância, de emoção e de emigrantes.

E os prémios vão para...



Mais uma renhida votação, mais três prémios:

1º Prémio

Vai para Vítor Barros que ganha uma estadia de duas noites, para duas pessoas, com pequeno almoço no Hotel Dona Filipa, em Vale do Lobo.




2º Prémio

Vai para Joceline Monteiro que ganha entradas para duas pessoas, no FIESA - Festival Internacional de Escultura em Areia, em Pêra.




3º Prémio

Vai para Marlene Luís que ganha uma t-shirt do Turismo do Algarve.


Todos os premiados irão também receber convites para visitar a exposição "Dez Esculturas Monumentais Britânicas" patente no Cerro da Vila , em Vilamoura.

Parabéns!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

quarta-feira, 13 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Marlene Luís gosta...


Gosto do Algarve de manhã cedo, gosto do Algarve numa tarde quente, gosto do Algarve numa noite estrelada…
Gosto do seu esplendor no interior, gosto da magia do seu litoral...
Gosto do Algarve na Primavera e no Outono… no Inverno e no Verão...


O que é que o Algarve não tem?

terça-feira, 12 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Joceline Monteiro convida...

Algarve,

É mar, é cor, é sabor!

Aqui, o sol e as belas praias predominam

…Onde o inglês e o sotaque algarvio dominam.

O mar proporciona bom peixe e marisco

…em qualquer “cantinho” é possível comer um bom petisco!

Algarve,

É muito mais do que sol e mar!

…No interior há muito mais para provar e explorar:

Chouriças, medronhos e licores,

Cultura, tradições e ricos valores.

Alinhe nesta grande e fascinante aventura,

O Algarve espera por si, em qualquer altura!


segunda-feira, 11 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

O Vítor Barros conta...

Bem…O que é que o Algarve tem?

Tem tudo quanto preciso para todos os anos regressar.
O sol, o mar, os doces, o vinho, os figos lampos…
E tem as pessoas. Principalmente as pessoas e entre elas os pescadores de Monte Gordo.
Para eles a minha homenagem e a esse bar onde todos os anos nos juntamos….
Bem…O que é que o Algarve tem? Tem:

O Bar dos Pescadores de Monte Gordo


Ao fundo do areal, onde a praia dos turistas acaba, existe um bar. Nesse bar, com cancelas pintadas de branco e de azul, reúnem-se os homens que lidam o mar. São pescadores que, logo pela manhã, tossem, fumam, bebem cerveja, copinhos de aguardente, de brandy e de vinho.
Hoje passei por lá. Cedinho. Manhãzinha ainda o sol estava em sonhos. É sempre cedo naquele bar e mesmo em pleno inverno, pelas sete da manhã já está aberto. Fica no areal, plantado mesmo ao lado das casas em madeira onde os pescadores guardam os seus apetrechos e atrás dos barcos onde os usam.
Está rodeado por pequenas palmeiras e no interior tem uma decoração colorida e variada. Galhardetes de clubes de futebol, garrafas antigas, fotografias de barcos e azulejos com quadras de António Aleixo. Entre a parafernália colorida e o recato do preto e branco, descobri, mesmo ao lado do balcão e suspenso do tecto, pendurado nas brancas paredes, um quadro em vidro onde está emoldurada uma folha já acinzentada que descreve os “cuicos” de Monte Gordo e alguns dos seus dizeres traduzidos para a nossa linguagem comum. Lembro-me imediatamente do nosso grande Zeca Afonso que os imortalizou na sua canção: “Os Índios da Meia Praia”.



Continuo, sossegado, a beber o meu café, sentado a uma das mesas e ouvindo as conversas. Pescadores cansados do mar, gastos, calejados, olham-no pela porta aberta e dizem que hoje não vai deixar ninguém trabalhar. Bebem. Fumam. As conversas são salgadas. Falam do Toino que se reformou há dias, do filho do Bernardino que foi para Marrocos e do barco do Zacarias que parece que afinal sempre tem o motor partido. Bebo com eles, ouço-os, falo com eles.
À porta um cão de focinho rente ao chão parece farejar o vento que a maré empurra. Rosna-me. Um gato mira-me debaixo de uma das mesas e mia-me de olhar agreste. Está vento. Por cima do bar, meia dúzia de bandeiras esvoaçam já em parte gastas pela maresia e pelo olhar do gato. O dono do bar atarefa-se no seu interior. Ouço a frigideira chiar e começa a cheirar a fritos. Apetece-me. Os pescadores espreitam e esfregam as mãos. Falam do alemão que no outro dia esteve lá e que durante toda a tarde pagou cerveja e vinho para todos…Devia de aparecer cá hoje outra vez!
Mando vir vinho para toda a gente. Um jarro de cor rosada aparece na mesa e é despejado pelos copos. Aquece a garganta. Sabe bem. As conversas aquecem. A frigideira chega fumegando. Ovos, chouriço, presunto. Aparece mais vinho. Aparecem mais pescadores. Sentam-se. Provam. Na rádio, música antiga. Há quem comece a cantar. Alguns turistas matinais espreitam e entram. O cão rosna-lhes olhando-os de lado. O gato esconde-se debaixo da mesa. Não tenho jeito para cantar nem sequer quase para falar. Ouço. Reparo em mim: Barba grande, cabelo despenteado pelo vento, casaco salpicado de um branco seco feito de água salgada. Estou no meio deles comendo, bebendo, ouvindo. Aparentemente sou um deles. Ninguém dirá o contrário. Por ali fico mais um bocado. A conversa vai esmorecendo. A frigideira está vazia. O jarro. Os copos também. Despeço-me de todos. Prometo voltar à tarde. Quando saio o cão olha-me suavemente e abana-me a cauda num sussurro amistoso. O gato sai debaixo da mesa espreguiça-se e vem ronronando na minha direcção, deitando-se de barriga para cima.
Uma tarde eu voltarei. Quem sabe….talvez o alemão esteja ainda por lá!

E os prémios vão para...

Contas feitas às votações da equipa editora deste espaço, aqui ficam os resultados:


1º Prémio

Vai para Ricardo Fragoso que ganha uma estadia de duas noites com pequeno almoço, para duas pessoas, numa pousada à sua escolha, oferta das Pousadas de Portugal.
2ºPrémio
Vai para Patrícia Figueiredo que ganha uma colecção de publicações do Turismo do Algarve.

3º Prémio Vai para J. Costa que ganha uma pasta para computador do Turismo do Algarve.


Todos os premiados irão também receber convites para visitar a exposição "Dez Esculturas Monumentais Britânicas" patente no Cerro da Vila , em Vilamoura.


Parabéns!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

O Ricardo Fragoso fala...


Algarve...

O Algarve não é só praia, comida típica, peixe e marisco, bares e discotecas...

O Algarve é cultura, é tradição!

As gentes algarvias, desde o litoral de areias douradas e rochedos esculpidos, passando pelo idílico barrocal ou indo até à serra mãe, presenteiam-nos com inúmeras expressões e termos únicos. São expressões regionais vincadas que, apesar do turismo e da mistura de gentes, teimam em andar de boca em boca e que são uma enorme riqueza cultural.

- Ah! Mãe! (Normalmente usada como expressão de admiração)

- Mod'quém? (Porquê?)

- Môcequeno (Garoto, criança)

- Débo! (Expressão semelhante a: pá!)

- Manita (Mão)

- Marafado (Zangado)

E tantas, tantas outras!








quinta-feira, 7 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Patrícia Figueiredo volta...

O Algarve tem a minha marca na areia,
Todos os anos lá volto,
A marca continua a minha ideia
De todos os anos voltar a
Uma terra que aprendi a gostar.

A cor azul do mar
Abraça a fauna envolvente,
O cheiro que se encontra no ar
Torna-se cada vez mais quente.

O Algarve tem um mar adulto,
Tem um campo de criança,
Tem bela gente,
Que permite umas férias de sorriso contente!





quarta-feira, 6 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

O J. Costa conta...

Há muito, muito tempo, ainda Portugal não existia, já o Al-Gharb (mais tarde Algarve), na altura na posse dos árabes, tinha um dos mais belos e deslumbrantes espectáculos da natureza.

Em consequência (ou talvez não), do amor do rei mouro Ibn-Almundim pela princesa Gilda, todos os anos no Inverno, a floração das amendoeiras cobre de branco e rosa os montes destas região.

terça-feira, 5 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

A Manuela Bölke recorda...

Cheira a mar toda a Costa Vicentina.
Não existe uma beleza idêntica.
Nasci no Algarve.
A areia, o mar, as ondas são carícias no meu corpo.

Recordo com saudade o amor, a paixão, a liberdade.
Entrego-me a esta maravilha que só existe na Costa Vicentina
...com a maior saudade.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?

O André Frederico Pires mostra...







O que é que o Algarve tem?

Tem uma gastronomia típica, com marisco proveniente da nossa Ria Formosa.

Tem um clima ameno, todo o ano e bons campos para a prática de golf.

Tem o aroma a maresia.

E os prémios vão para...

As participações da semana passada obtiveram os seguintes prémios:


1º Prémio

Vai para Maria Álvaro Mendonça que ganha uma estadia de uma noite com pequeno almoço, para duas pessoas, no CS Morgado Golf Hotel situado no Morgado do Reguengo, Portimão.
2º Prémio
Vai para Marta La Piedad que ganha um passeio de barco para duas pessoas na Ria Formosa oferecido pela Natura.



3º Prémio

Vai para Armando Simões que ganha uma pasta para computador portátil oferecido pelo Turismo do Algarve.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

O que é que o Algarve tem?


A Maria Álvaro Mendonça escreve...


ALGARVE

Quero em meus olhos o prazer da dor
dos fortes aguilhões da intensa claridade
e o mágico exagero de azul, branco e luz
p'ra sarar no peito a chaga da saudade.

Nos campos a suavidade da doce neve em flor,
nas praias o calor dos corpos semi-nus,
e na areia bordada de artes rochosas
quero ondas dengosas p'ra me acariciar.

E quero as carroças... e os burros chorões,
que em minha terrinha já não vejo andar;
e a montanhêra e o pescador
eu vou lá na fêra ouvir conversar
em meio ao chilreio cheio de humor
das notas melosas que a gente produz.

E logo à tardinha, vendo o sol se pôr,
aldeias branquinhas de casas mimosas
parecem conchinhas brilhando aos montões...

Conversam varandas com malvas viçosas,
que sobem escadinhas, trocam posições
- são templos, sacrários de imagens airosas,
que escutam ditosas sensuais confissões.

E as mil chaminés de rendas ímpar,
incensam virtuosas com o odor dos menus,
são dedos que calam tristeza e horror
e apontam p'ro céu com o vigor de uma cruz.

E em horas gulosas vou saborear
sardinhas nos pães, uvas e melões,
manjares de amêndoa a que o céu faz jus,
e com todo o fervor os dedos chupar.

E então nas pracinhas, à noite, ao luar,
quero asas nos pés, feitiços, condões
para esvoaçar em mil rotações
louco corridinho de saias fogosas...

E enfim ao deitar, apagada a luz,
silêncios e grilos eu quero escutar.
E embalando sonhos, tal suaves canções,
murmúrios das belas mouras de encantar...