sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Tudo isto é fado...

Cartaz promocional de Portugal, anos 1960



Em vésperas do desejado anúncio da inscrição do fado na lista do Património Imaterial da Humanidade, as “Memórias do Turismo do Algarve”, associam-se à “claque de apoio” desta candidatura e recordam aqui imagens e momentos do fado enquanto motivo de promoção e animação turística do país e do Algarve.



Imagem retirada da revista “Sol do Algarve”, nº7,1969


Amália canta para os clientes do Hotel Algarve, na Praia da Rocha, em 1969, antes da sua partida para a Rússia.





Capa da 2ª edição, revista pelo autor, de "A Severa", 1925


O escritor algarvio Júlio Dantas é o autor da obra “A Severa”(1901) que conta a mítica história de amor entre do Conde de Vimioso e a meretriz cantadeira de fados Maria Severa Onofriana, a partir da qual nasce, em 1931, o primeiro filme sonoro português, dirigido por Leitão de Barros.




Noutro registo, o fado foi durante muitos anos cartaz de animação do verão algarvio com o evento “Serenatas de Coimbra” promovido pelo Turismo do Algarve.

Sem comentários:

Enviar um comentário