terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Na Rota da Cortiça

Porque no Algarve há muito por desvendar, porque a história da cortiça em Portugal está intimamente ligada a São Brás de Alportel (concelho algarvio onde se fabricam as melhores rolhas do mundo) e ainda porque o sobreiro foi recentemente instituído como Árvore Nacional de Portugal, hoje aconselhamos uma visita à Rota da Cortiça.




O sítio oficial da rota ensina os visitantes a irem ao encontro do «admirável mundo da cortiça», aguçando-lhes a curiosidade:

«A visita tem início no Museu do Trajo de São Brás de Alportel, numa sala onde se pode ter uma panorâmica geral de toda a Rota e da cultura organizada em torno da cortiça. Segue-se um rápido passeio pelo centro histórico da vila. Partida para a Serra do Caldeirão, ao encontro dos sobreirais, das pilhas de cortiça e das espécies animais e vegetais próprias desta área. Pelo caminho visitam-se as aldeias pitorescas do barrocal, com as suas hortas e pomares de sequeiro. No regresso, paragem numa destilaria de medronho e licores, muito características da serra, ou numa fábrica de doces tradicionais. Retoma-se a fileira da cortiça para conhecer algumas fábricas tradicionais de preparação e produção de rolhas, onde ainda se trabalha à maneira de antigamente. Visita a uma fábrica onde desponta a mais alta tecnologia, especializada na produção de discos para as rolhas de champanhe. Além das rolhas, haverá a oportunidade de encontrar uma gama original de produtos à base de cortiça colocada à venda numa loja da vila. E se quiser aprofundar os seus conhecimentos acerca do sector corticeiro, poderá consultar o Centro de Recursos e participar nos debates.»

Com circuitos feitos à medida do tempo e das várias faixas etárias, será um prazer mergulhar nesta aventura!

Sem comentários:

Enviar um comentário