terça-feira, 13 de março de 2012

Exposição de Manuel Baptista premiada pela SPA

Que efeito teve a mostra «Fora de Escala: Desenhos e Esculturas 1960-70» de Manuel Baptista no contexto artístico nacional? Não só recebeu mais de 2800 visitas em três meses, como acabou de ser distinguida como a Melhor Exposição de Artes Plásticas, na categoria de Artes Visuais, nos Prémios Autores 2012 da Sociedade Portuguesa de Autores.



Esta exposição esteve patente no Centro Cultural de Lagos entre 9 de julho e 9 de outubro e confirmou-se como uma das mais significativas do ano passado em Portugal. Com obras inéditas, ela revelou projetos de escultura pensados pelo artista nas décadas de 1960 e 70 e só há pouco concretizados com o patrocínio da Fundação EDP.

Os trabalhos escultóricos saíram do esboço e ganharam materialidade, facto que permitiu ao público descobrir uma faceta pouco conhecida de Manuel Baptista. E a resposta foi positiva: em média, cerca de 950 pessoas por mês percorreram o centro para apreciarem as peças de grandes dimensões, os desenhos e cadernos de estudo que sustentam o pensamento visual deste artista que nasceu em Faro, em 1936, e que junta mais de três dezenas de exposições individuais e quase quarenta coletivas ao currículo.



A «Fora de Escala: Desenhos e Esculturas 1960-70» resultou de uma parceria entre o Centro Cultural de Lagos, a Fundação EDP e o programa de eventos «Allgarve’11».

Sem comentários:

Enviar um comentário