terça-feira, 24 de abril de 2012

Centro Interpretativo da Fóia

O ponto mais alto do Algarve (906 metros) vai receber um centro de interpretação. O Centro Interpretativo da Fóia, cujo objetivo é mostrar e divulgar um outro Algarve, foi apresentado no passado dia 20 de abril e pretende abrir as portas ao público dentro de seis meses.


Segundo o presidente da Câmara Municipal de Monchique, Rui André, o centro vai ser um espaço dinâmico e interativo, onde o visitante para além de obter um melhor conhecimento dos produtos e tradições da serra de Monchique também poderá levar consigo produtos como: mel, licores, compotas, aguardente de medronho, artesanato e cortiça. O centro pretende ainda promover visitas a produtores locais, nomeadamente a destilarias de medronho, provas gastronómicas, workshops sobre técnicas artesanais, passeios pedestres e de BTT, entre outros. Estas atividades estarão também acessíveis a invisuais e pessoas com mobilidade reduzida.


Este projeto, ao mesmo tempo que junta o turismo aos costumes e tradições, potencia o turismo de natureza.

Sem comentários:

Enviar um comentário