quarta-feira, 11 de abril de 2012

Um dia na Quinta

Hoje é dia de metermos (literalmente) a mão na massa para fazermos pão e bolos. Ou então de fabricarmos queijo ou de experimentarmos o ofício de oleiro. Para os menos afoitos, a alternativa é igualmente boa: desbravar quase dois hectares de terreno em contacto com a natureza. Já estão convencidos? Então vamos conhecer a Quinta Pedagógica de Portimão.



As atividades do campo estão na cidade, neste espaço que recupera a tradição das quintas rurais. Aqui há um lago, áreas de cultivo, abrigos de animais e até uma cabana na árvore, o sonho de infância de qualquer rapazote.

Os sentidos são atraídos pelo cheiro das árvores de fruto, como as laranjeiras, macieiras, ameixeiras, os damasqueiros e pessegueiros, pela zona de ervas aromáticas e pelos animais que habitam a quinta. Alguns deles são bem simpáticos e deixam-se alimentar e fotografar pelos visitantes, caso do burro Joaquim Manel, do cavalo Medronho ou da burra… simplesmente Burra.


O burro Joaquim Manel... e a burra.


Mas a quinta organiza também ateliers e workshops. Assim, além da visita guiada ao espaço, podemos colher ovos ou produtos da horta, participar num atelier de barro ou de brinquedos ecológicos, fazer pão num tradicional forno de lenha, semear novos vegetais, ordenhar vacas e construir espantalhos ou até um restaurante para pássaros.


No final de um dia passado entre coelhos, galinhas, porcos, patos e gansos, de certeza que todos ficarão a saber como é viver no campo.

Notas:
Algumas atividades funcionam apenas para grupos e por marcação. Convém telefonar para a Quinta Pedagógica de Portimão (tel. 282 480 730) para confirmar quais.
A entrada na quinta é gratuita.

1 comentário:

  1. Não esquecer a Hipoterapia (cavalos e póneis), Asinoterapia (burros), Terapias Assistidas por Animais (cães,coelhos,outros) e, Actividades Adaptadas para a população com incapacidades fisícas e/ou mentais, sendo também serviços deste mágico espaço. :)

    ResponderEliminar