segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Um piquenique em Monchique

Os dias abafados não pedem apenas que se estenda a toalha na praia. O ritual de férias pode até ser bem diferente e envolver bancos e mesas de pedra, merendas e sombra. Muita sombra. É nisto que acredita, pelo menos, a Câmara Municipal de Monchique que acaba de editar um guia com locais de interesse turístico para quem gosta sobretudo de natureza. E o que podemos ver nesses lugares? Numa resposta simples: miradouros (o da Fóia é o mais famoso), cascatas com nomes tão caricatos quanto Barbelote, Chilrão e Penedo do Buraco, o moinho de água do Poucochinho, que ganhou o nome do seu antigo proprietário, e paisagens descomunais de verde onde por vezes surgem árvores gigantescas, como o plátano de cerca de 500 anos do Barranco dos Pisões. Dizem que são precisas sete pessoas para abraçá-lo, mas nada melhor do que irem lá com amigos ou família para confirmarem. Bem, e há mais. Só que por agora apenas acrescentamos – para os mais curiosos – uma reportagem da RTP1 que explica o guia.



Sem comentários:

Enviar um comentário