sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

10 sugestões para desfrutar o Algarve





1. Praia da Marinha. Nos últimos prémios europeus dos World Travel Awards – os Óscares do Turismo –, o Algarve foi eleito o «Melhor destino de praia da Europa». A escolha é ilustrada aqui pela praia da Marinha, no município de Lagoa, já considerada uma das cem praias mais bonitas do mundo pelo Guia Michelin.


2. Fortaleza de Sagres. Com 255 mil visitantes em 2012, a fortaleza de Sagres foi o monumento mais visitado no Algarve e um dos mais procurados pelos turistas em todo o País. Situada no cabo de Sagres, famoso pela sua beleza ímpar, a fortaleza deve a sua origem ao infante D. Henrique, que aqui instituiria uma vila e viria a falecer em 1460. No interior da fortaleza podem ver-se a enigmática rosa dos ventos desenhada no chão e uma muralha corta-ventos com falsas ameias, que permitem vigiar o gigantesco dedo de pedra que na Ponta de Sagres aponta para o mar.

3. Ria Formosa. Eleita uma das «7 maravilhas naturais» de Portugal em 2010, a ria Formosa descobre-se nos trilhos pedestres ou em lentos passeios de barco. É um vasto ecossistema de características geológicas únicas que se estende por uma área de cerca de 20 mil hectares e 60 quilómetros de costa e local de ocorrência de milhares de aves aquáticas ao longo do ano, como o flamingo, a águia de asa redonda, a galinhola e o guarda-rios.

4. Castelo de Silves. Mais de 167 mil visitantes passaram por aqui em 2012, fazendo do imponente castelo de Silves um dos monumentos mais visitados no Algarve. A sua origem remonta ao séc. VIII e o castelo, rodeado por uma forte muralha em taipa revestida em grés de Silves, permanece o melhor exemplar da arquitetura militar árabe existente em Portugal.

5. Zoomarine. Os golfinhos são as estrelas do maior parque temático familiar do Algarve, situado na Guia, a poucos quilómetros de Albufeira. As surpreendentes apresentações fazem da visita ao parque um dia inesquecível e incluem ainda focas, leões-marinhos, aves tropicais e de rapina e os incríveis tubarões, para além das diversões e das piscinas.

6. Centro histórico de Faro. Na vila-a-dentro, rodeada de muralhas onde outrora chegava a água do mar, o coração histórico de Faro concentra a sé catedral, o bispado do Algarve, o seminário, os paços do concelho, museus, conventos, galerias de arte e casas apalaçadas. O passeio deve iniciar-se no arco da Vila e terminar no arco do Repouso e na sé é obrigatório subir ao miradouro e desfrutar da vista deslumbrante sobre a cidade e a ria Formosa.

7. Marina de Vilamoura. A maior e «Melhor marina de Portugal», por eleição do trade, é um dos principais pólos de atração do destino e um ponto de paragem obrigatório para quem pretende relaxar os sentidos e passar um bom momento. Vilamoura foi das primeiras marinas certificadas do mundo e foi também galardoada com a bandeira Azul da Europa e com a distinção máxima de 5 âncoras pela Yacht Harbour Association.

8. Oceânico Old Course. O Algarve foi por duas vezes considerado o melhor destino de golfe do mundo pela International Association of Golf Tour Operators. Em 2012 foi o grande vencedor dos «Today’s Golfer» Travel Awards: foi eleito o destino de golfe com o melhor best value for money da Europa Continental nos prémios da revista britânica e o Oceânico Old Course, em Vilamoura (na foto o buraco 11), foi eleito o «Melhor campo de Portugal».

9. Igrejas de Tavira. Local de cruzamento de povos e de culturas, Tavira ganhou prestígio político, religioso e económico com a expansão portuguesa para o Norte de África nos séculos XV e XVI. Em resultado da sua importância e prosperidade, Tavira possui um notável conjunto de arquitetura religiosa e é conhecida por ser a «cidade das igrejas»: vinte e uma, incluindo seis antigos conventos, guardam tesouros artísticos acumulados ao longo de séculos.

10. Festival do Marisco. É uma das maiores tentações gastronómicas do Algarve e ponto de passagem obrigatório para milhares de turistas que visitam a região no verão. No «Festival do Marisco» de Olhão não faltam camarões, sapateiras, amêijoas e outros frutos do mar servidos ao natural, grelhados, na cataplana ou preparados com arroz ou com o tradicional xarém.




Sem comentários:

Enviar um comentário