segunda-feira, 24 de março de 2014

Caminhar, contemplar e comer em Sagres




A revista Fugas do último sábado adaptou o título do livro “Comer, Orar, Amar” de Elizabeth Gilbert para falar sobre a sua passagem por Sagres, o extremo sudoeste europeu que tem mais encantos do que habitantes (são pouco mais de dois mil). O que a publicação sugere então aos leitores é que rumem à histórica vila algarvia e caminhem pelo Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, contemplem a paisagem pacífica ricamente colorida ou o pôr-do-sol visto do cabo de São Vicente e comam os pratos de peixe que este lugar junto ao mar oferece. Entre o nome do livro e o da reportagem mudam dois verbos, mas enquanto Elizabeth viajou até à Itália, Índia e Indonésia para se descobrir, a jornalista da Fugas seguiu um caminho bem mais próximo – Sagres – onde também se revelou possível sentir o "maravilhamento" pela vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário