quinta-feira, 17 de abril de 2014

O que fazer nas mini-férias da Páscoa?

Se já estão por cá ou se ainda vêm a caminho do Algarve para gozarem de umas (bem merecidas) mini-férias na Páscoa, não desviem os olhos deste post. Vamos atrever-nos a meter o bedelho no vosso tempo, mas a causa é nobre: temos sugestões para ocuparem estes dias e o roteiro foge ao habitual, para que cada passagem pela região seja diferente e encha o coração de momentos felizes. São três ideias. Três. Simbologia à parte, o número não podia ser mais perfeito… 


Créditos fotográficos: Suzana Costa (www.flickr.com/photos/omeuolhar)

1. Escolher Tavira. Passear por Tavira. Comer em Tavira. Ir à praia em Tavira. O conselho parte de um enormíssimo fã deste município algarvio, Nelson Carvalheiro, o português de 32 anos que recebeu há pouco o prémio de blogger europeu do ano durante a Feira Internacional de Turismo em Madrid. Pois bem, ele resolveu dedicar um artigo inteiro a Tavira, enumerando 10 motivos que tornam o concelho o melhor destino para as férias de verão. E, já agora, para as da Páscoa também, acrescentamos nós. 


Créditos fotográficos: www.facebook.com/freguesiadecachopo

2. Procurar o Algarve serrano, seguindo as pistas da “Visão Sete”, mas mantendo-nos em Tavira. O itinerário pensado para fugir ao rebuliço do litoral é Cachopo, uma freguesia pequerrucha com pouco mais de 700 habitantes e menos de 20 mil hectares. O que lhe falta em tamanho, sobra-lhe em encanto, garante a publicação, que escreve: “[…] sente-se aqui um verdadeiro ‘modo de vida serrano’, personificado nos saberes tradicionais dos ferreiros, albardeiros, tecedeiras e outras profissões em vias de extinção […]”, ainda bem vivas neste recanto algarvio. 


Créditos fotográficos: Hélio Ramos

3. Assumir que a praia faz sempre parte dos planos e tentar a sorte, mesmo em abril, de dar um mergulho cheio na praia do Monte Clérigo, em Aljezur. A sugestão é novamente da “Visão Sete”, embora a aldeia piscatória com o mesmo nome ganhe aqui outra dimensão e mereça igual atenção por parte da revista. É uma das estâncias balneares mais conhecidas da Costa Vicentina e tem ar de postal ilustrado. Compreende-se então que ela encerre a lista de atividades. Não? Vão visitá-la e depois logo dizem…

1 comentário:

  1. Eu sou um bocadinho egoista...
    Por isso fico sempre danado quando alguem resolve revelar os segredos bem guardados do Algarve.. :-)

    ResponderEliminar